PR-2

Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa

Universidade Federal do Rio de Janeiro





Visite Também

Brasil e Alemanha firmam acordo de cooperação bilateral
16/12/2010

Instituto Nacional do Semiárido (Insa) fará pesquisa em cooperação com a Universidade de Göttingen (Alemanha).

A aprovação do projeto de cooperação bilateral entre os dois países foi discutida na terça-feira, dia 14, em audiência do diretor do Insa, Roberto Germano Costa, e do representante da Universidade de Göttingen, Bernd Rusteberg, com o reitor da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Thompson Fernandes Mariz.

A reunião foi acompanhada por outros membros do projeto e conta também com a Agência Nacional de Águas (ANA) como uma das instituições responsáveis.

O projeto tem como objetivo propor estratégias e tecnologias para mitigação da escassez de água no Nordeste do Brasil, com ênfase nos seguintes temas: reuso de águas, manejo e recarga artificial e manejo integrado dos recursos hídricos.

O acordo é resultado do esforço dessas instituições acima citadas e ainda conta com diversas parceiras nos dois países: no Brasil, participam Embrapa Semiárido, Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (AESA), Instituto de Gestão das Águas do Rio Grande do Norte (IGARN), Agência Pernambucana de Águas e Clima (APAC), Fundação Cearense de Meteorologia e de Recursos Hídricos (FUNCEME) e as universidades de São Paulo (USP), Federal da Paraíba (UFPB), Federal de Pernambuco (UFPE), Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), Federal Rural do Semiárido (UFERSA), Federal do Ceará (UFC) e de Fortaleza (UNIFOR). Na Alemanha, o projeto também conta com o apoio de onze instituições.

Para o diretor do Insa, o acordo de cooperação é muito importante para o Semiárido brasileiro, tendo em vista que uma das limitações da região é justamente o manejo e o gerenciamento da água.

Uma vez que esse projeto de cooperação já foi aprovado pelos dois países, a expectativa agora é que em fevereiro de 2011 se reúnam técnicos e representantes das diversas instituições envolvidas para discutirem as estratégias e encaminhamentos que servirão como base para definir os próximos passos que estabelecerão o intercâmbio.

(Com informações da Assessoria de Comunicação do Insa)