PR-2

Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa

Universidade Federal do Rio de Janeiro



APQ 3 aprova 74 novas obras
27/12/2010

Como previsto no calendário de auxílios e bolsas, a Fundação divulgou nesta quinta, 23 de dezembro, a listagem dos 74 projetos contemplados no Auxílio Editoração (APQ 3). Nesta edição do APQ 3, a segunda de 2010, foram contemplados projetos oriundos de pesquisadores vinculados a  18 instituições de ensino e pesquisa fluminenses, totalizando R$ 1,27 milhão. Aberta desde 2 de agosto, a edição recebeu 94 propostas.

A Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) foi a que mais teve projetos aprovados, com 21, seguida pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com 15, e a Universidade Federal Fluminense (UFF), com 10. A Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) teve sete propostas aprovadas, enquanto a Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio) teve cinco; e a Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ), a Pontifícia Universidade Católica (PUC) e o Instituto Nacional de Tecnologia (INT) tiveram, cada, dois projetos contemplados. O Arquivo Geral da Cidade do Rio de Janeiro, o Colégio Pedro II (CPII), a Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec), a Fundação Getúlio Vargas (FGV), o Instituto Vital Brasil (IVB), a Secretaria Municipal de Educação (SME), a Universidade Gama Filho (UGF), a Univer sidade Estácio de Sá (Unesa), a Universidade do Grande Rio (Unigranrio) e o Centro Universitário Plínio Leite (Unipli), tiveram, cada, um projeto apoiado.

Destinado a custear a edição de livros, manuais, números especiais (temáticos) de revistas e coletâneas científicas em qualquer tipo de suporte (papel, eletrônicos etc.), o APQ 3 também considera solicitações para produção de vídeos, CDs e DVDs. Para tanto, pesam a dificuldade de edição comercial do material submetido, e sua contribuição ao desenvolvimento científico, cultural, econômico e social do estado, tanto quanto a produção científica, tecnológica ou artística-cultural do candidato, nos últimos cinco anos, divulgada nos principais veículos de difusão científica ou literária.

Participam do programa pesquisadores com grau de doutor ou equivalente, e produção científica qualificada, especialmente nos últimos cinco anos. Também é necessário que os proponentes mantenham vínculo com instituições de ensino e pesquisa fluminenses.

O auxílio editoração - APQ 3 - constitui-se em uma das modalidades de fomento que vem recebendo grande apoio e estímulo da Fundação, haja vista a importância da divulgação do conhecimento para toda a nossa população. Desde que foi criado, em 1999, cerca de 800 títulos foram publicados e, desses, mais de 300 publicações ocorreram desde 2007, o que ratifica a política de apoio que vem sendo implementada esta modalidade de auxílio.

O diretor presidente da FAPERJ, Ruy Garcia Marques, é um dos grandes entusiastas do programa: "Muito ainda há que ser feito para que possamos usufruir todo o potencial deste tipo de fomento. Temos que diversificar, ainda mais, os títulos publicados, de forma a atingir todas as camadas etárias e sociais da população, propiciando a leitura e o conhecimento a todos.  A cada edição desse programa, a tarefa dos comitês de avaliação tem se tornado mais difícil devido à qualidade e variedade dos projetos de editoração apresentados. Essas publicações também precisam atingir as escolas públicas do Estado, sobretudo nos níveis de ensino fundamental, médio e técnico, seja para entretenimento, seja para a formação educacional de nossos estudantes crianças e adolescentes", conclui.

Os coordenadores dos projetos selecionados deverão aguardar comunicado da Fundação para a retirada de seus termos de outorga.
Resultado: Auxílio à Editoração (APQ 3) - 2010, www.faperj.br