PR-2

Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa

Universidade Federal do Rio de Janeiro





Visite Também

Pesquisadora, orientada pela pesquisadora e ex-mestranda da UFRJ Cecília Minayo, cria app que fiscaliza conteúdo da TV aberta
07/02/2020

Desenvolvido durante a realização de seu pós-doutorado, para o qual contou com bolsa da FAPERJ, a pesquisadora Cláudia Pereira Galhardi lançará na segunda-feira, dia 10 de fevereiro, durante audiência pública promovida pela comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa no Senado Federal, em Brasília, o aplicativo Eu Fiscalizo. Idealizado a partir do projeto de pesquisa "Leitura textual dos conteúdos audiovisuais da Televisão aberta no Brasil em face da população infantojuvenil: um estudo empírico sobre violência e sexo na mídia, o app possibilita que usuários avaliem conteúdos veiculados nos meios de comunicação e entretenimento. A ideia é que a sociedade possa notificar conteúdos impróprios, exercendo, assim, sua cidadania e o direito à comunicação e entretenimento de qualidade.

Pesquisas indicam que a exposição de crianças e adolescentes a conteúdos inadequados veiculados nos meios de comunicação pode ocasionar sérios problemas, como comportamento agressivo, medo, ansiedade, concepções errôneas sobre a violência real e sexualização precoce. Atenta a essa questão, Claudia desenvolveu o tema em seu pós-doutorado na Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca/Fiocruz, supervisionada pela pesquisadora Cecília Minayo, graduada em Sociologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1978) e doutora em Saúde Pública pela Fundação Oswaldo Cruz (1989).

As denúncias de conteúdos veiculados nas TVs aberta e fechada, em serviço de streaming, espetáculos e cinema serão enviadas pela Fiocruz à Coordenação de Política de Classificação Indicativa do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Já os conteúdos inapropriados divulgados em publicidades serão encaminhados ao Instituto Alana. As informações, que comporão um banco de dados dividido por categorias, vão gerar relatórios que servirão para a produção de conhecimento acadêmico, bem como base para a elaboração de Políticas Públicas. O aplicativo já está disponível na loja virtual Play Store, e poderá ser baixado a partir do dia 10 de fevereiro em smartphones. A audiência pública para o lançamento será transmitida on-line no site site da TV Senado e no Canal do Youtube do Senado.

Fonte: Site FAPERJ (Adaptada)

Para mais informações, acessem: http://www.cnpq.br/web/guest/noticiasviews/-/journal_content/56_INSTANCE_a6MO/10157/7699102